Ir direto para menu de acessibilidade.
Portal do Governo Brasileiro
Página inicial > Polo Embrapii Ifes
Início do conteúdo da página

Polo Embrapii Ifes

Índice de Artigos

Polo Embrapii Ifes

embrapii ifes jpg

O Polo Embrapii Ifes é fruto do termo de cooperação nº 03/2015 firmado entre o Instituto Federal do Espírito Santo e a Empresa Brasileira de Pesquisa e Inovação Industrial – Embrapii em outubro de 2015.

A Embrapii foi criada para promover o desenvolvimento da inovação na indústria nacional, por meio da cooperação com instituições de pesquisa científica e tecnológica. A empresa é qualificada como uma Organização Social pelo Poder Público Federal desde setembro de 2013.

A assinatura do Contrato de Gestão com o Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação – MCTI ocorreu em dezembro de 2013, tendo o Ministério da Educação – MEC como instituição interveniente. Os dois órgãos federais repartem igualmente a responsabilidade pelo financiamento dos Polos Embrapii IF.

Conheça mais em embrapii.org.br/ifes.

Em outubro de 2018, a Embrapii aprovou o recredenciamento do Polo Embrapii Ifes até 2021, junto com o Plano de Ação para o período 2019-2021, que passa a atuar na modalidade “em consolidação”, com novos percentuais de financiamento de projetos.

Veja a Ata do recredenciamento aprovada e assinada pela Diretoria Colegiada da Embrapii, e o Parecer Técnico contemplando os aspectos necessários.

 


 

 


Plano de ação

 

O Polo de Inovação Vitória do Ifes se estabelece como um Polo Embrapii na área de competência de Metalurgia e Materiais, compreendendo as seguintes linhas de atuação:

• Processos metalúrgicos

• Ligas metálicas 

• Materiais cerâmicos e compósitos

Os resultados dos projetos de PD&I dessas linhas compreendem o desenvolvimento de:

novos materiais ou modificações, melhorias e otimizações de materiais existentes.

• novos processos produtivos ou modificações, melhorias e otimizações de etapas de processos existentes, com ênfase no aumento da sua eficiência e redução de impactos ambientais.

O conhecimento científico e tecnológico destas linhas tem larga aplicação industrial, especialmente na indústria siderúrgica e de refratários. Alcança também as aplicações na indústria metalmecânica e de materiais cerâmicos comuns. Particularmente, encontra importantes demandas tecnológicas nos setores de mineração, petróleo, gás natural, construção naval, construção pesada e energia.

A crescente severidade em que operam os equipamentos dessas indústrias lança desafios tecnológicos que somente encontram soluções em materiais a partir da atividade de pesquisa e desenvolvimento nas subáreas propostas.

A abrangência do Polo Embrapii Ifes está nos encadeamentos produtivos dos segmentos industriais cujos processos e produtos advêm da aplicação de conhecimentos da área de Metalurgia e Materiais. A área de competência e as linhas de atuação propostas definem o escopo das demandas tecnológicas específicas passíveis de atendimento e o campo de busca de empresas potencialmente parceiras.

Confira a integra do Plano de Ação (Formato .PDF, Tamanho 442 Kb)

 

 


Área de competência

 

Metalurgia e Materiais

A área de competência do Polo Embrapii Ifes é em Metalurgia e Materiais, com foco na tecnologia e processos de fabricação e nas propriedades físicas e químicas dos materiais. As soluções tecnológicas visadas são o desenvolvimento de novos materiais e de seus processos produtivos, bem como de modificações e melhorias de propriedades de materiais e otimização de processos já existentes, com ênfase no aumento da sua eficiência e na redução de impactos ambientais.

 

Linhas de atuação

  • Processos metalúrgicos

Desenvolvimento de melhorias de insumos e de preparação de matérias-primas, de etapas de processos com elevada eficiência e de produtos siderúrgicos, com ênfase nos aços, com base em processos de caracterização (física, química, estrutural e tecnológica), em simulações computacionais, na experimentação em escalas laboratorial e piloto e na implementação em escala industrial realizada conjuntamente com as empresas.

  • Ligas metálicas 

Desenvolvimento de processos e produtos metalúrgicos, com ênfase em ligas metálicas ferrosas em busca de prover maior resistência à corrosão e ao desgaste, propriedades superficiais especiais pela deposição de filmes finos e melhoria de propriedades pela aplicação de tratamentos térmicos, termomecânicos e termoquímicos.

  • Materiais cerâmicos e compósitos

Desenvolvimento de refratários para processos siderúrgicos, de biocerâmicas e de cerâmicas tradicionais para aplicações variadas, com base na caracterização química, física, estrutural e tecnológica desses materiais. Inclui o desenvolvimento de novos processos para a fabricação desses materiais, o reaproveitamento de materiais residuais de outras indústrias, novas composições de massas cerâmicas, o dimensionamento de materiais alternativos para a indústria cerâmica e a incorporação de resíduos em massas cerâmicas. Também inclui o desenvolvimento de fundentes, de escórias sintéticas, de pós de cobertura para lingotamento contínuo e de outros insumos siderúrgicos relacionados à interação metal/escória/refratários, aliando as competências da área de materiais cerâmicos à de metalurgia.

  • Filmes finos e proteção superficial

 Desenvolvimento de revestimentos superficiais para elementos internos de válvulas aplicadas em serviços pesados de exploração e produção de petróleo e gás natural em águas submarinas profundas (pré e pós-sal).

Laboratórios

- laboratório de Pirometalurgia

- laboratório de Metalurgia Extrativa

- laboratório de Plasma Aplicado

- laboratório de Superfície

- laboratório de Corrosão

- laboratório de Análise Química

- laboratório de Caracterização de Materiais

- laboratório de Ensaio de Desgaste

- laboratório de Propriedades Mecânicas

- laboratório de Conformação Mecânica

- laboratório de Metalografia

- laboratório de Materiais Cerâmicos

- laboratório de Microscopia eletrônica e microanálise

 

 


Modelo de parceria

Ao compartilhar riscos em projetos de Pesquisa, Desenvolvimento e Inovação (PD&I) com as empresas, o Polo de Inovação Embrapii Ifes facilita ao setor industrial empreender e inovar por meio de parcerias público-privadas. As empresas parceiras podem assim buscar uma maior intensidade tecnológica, potencializando sua força competitiva no setor metalmecânico brasileiro.

embrapii jpeg

Para ter acesso aos serviços do Polo, as empresas devem:

1) apresentar um desafio tecnológico em fase pré-competitiva que possa encontrar solução nas competências do Polo.

2) dispor de contrapartida financeira mínima ao projeto de PD&I, negociável conforme o porte empresarial.

3) submeter a proposta, entrando em contato com o Polo.

 


Vantagens da cooperação

Custeio do projeto de PD&I partilhado com o Polo: acesso a recursos financeiros não-reembolsáveis (subvenção econômica governamental) que reduzem os riscos da inovação.

Contrapartida econômica do Polo: acesso aos recursos materiais, à infraestrutura de laboratórios e à capacitação tecnológica dos profissionais do Ifes.

Equipe multidisciplinar: união das competências profissionais da empresa parceira e do Polo para enfrentar as complexidades técnicas do projeto de PD&I.

Experiência do Polo em projetos similares: maior viabilidade no desenvolvimento das soluções tecnológicas demandadas.

Agilidade: aporte de recursos financeiros e início da execução do projeto de PD&I imediatamente após a contratação, facilitada pela fundação de apoio do Ifes, a Facto.

Sigilo: as informações do projeto de PD&I, bem como know how e segredos industriais são resguardados por acordo de confidencialidade.

Propriedade intelectual: é garantida à empresa parceira o pleno direito de uso e de exploração da tecnologia desenvolvida, sendo que a titularidade de patentes, desenhos industriais, registros de software, entre outros, e seus direitos conexos são negociáveis e definidos em contrato de partilha com o Polo.

Desenvolvimento de produtos e processos inovadores: a empresa parceira adquire diferencial competitivo no mercado.

 

registrado em:
Fim do conteúdo da página